Polícia investiga envolvimento do filho do secretário de Saúde da Paraíba em suposto assalto que terminou com duplo homicídio

 


Um suspeito de ter participado de um duplo homicídio cometido supostamente durante um assalto em Campina Grande, na noite desta quinta-feira (1º), se apresentou à polícia neste sábado (3), na mesma cidade. A Polícia investiga o envolvimento de Rainier Medeiros como suspeito de estar dirigindo o carro que perseguiu as vítimas, Romário Pereira da Silva e Caique Jordan Almeida Formiga, e de ter atirado contra elas. Rainier é filho do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros

A linha de investigação é que os dois homens, ambos de 26 anos, estavam cometendo assaltos na região do bairro Monte Castelo, quando foram perseguidos por um carro branco e mortos a tiros.

A policia não divulgou o nome do suspeito, mas o Secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, disse que era o filho dele e que o rapaz agiu em legítima defesa, visto que o assalto foi à mão armada.

Segundo a polícia, o suspeito se apresentou voluntariamente na Central de Polícia de Campina Grande com dois advogados. Ele relatou que saia da casa de um amigo junto com a namorada quando foi surpreendido por uma motocicleta. O passageiro da moto mostrou a arma e ele, que estava com um revólver calibre 38 registrado no carro, atirou de dentro do veículo.

Ele seguiu em caminho para sua casa, quando encontrou outro assaltante. Este, teria feito menção de pegar uma arma na cintura. Então o homem disparou novamente.

A polícia trata o caso como legítima defesa. “Até aqui nós temos verificado que acontece uma legítima defesa, uma vez que ele reagiu a um assalto que estaria acontecendo”, disse a delegada Suelane Guimarães

A defesa de Rainier disse que ele fez os “devidos esclarecimentos dos fatos para a autoridade policia”l. O suspeito foi liberado após o depoimento e vai responder em liberdade.

Segundo a polícia, uma câmera de segurança da região flagrou os dois homens em uma moto sendo perseguidos por um carro.

Os dois foram socorridos para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes na madrugada desta sexta-feira (2), mas acabaram morrendo.

Caique é ex-presidiário, com passagem na polícia por dois roubos. A Polícia Civil continua investigando o caso.

Créditos: G1




Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments :

Postar um comentário