“O caba quando quer se cortar dá logo na veia jugular do pescoço” disse radialista Junior Soares sobre uma tentativa de suicídio em cajazeiras


 O radialista Junior Soares da Difusora Rádio Cajazeiras no sertão do estado, em sua participação na área policial no dia de ontem (8) onde o mesmo relatava um caso de tentativa de suicídio, no uso de sua palavra, em uma concessão pública e para inúmeras pessoas ouvirem, Júnior Soares proferiu palavras pesadas em relação a tentativa de suicídio de uma certa jovem.

“No uso de sua palavra, em uma concessão pública e para inúmeras pessoas ouvirem, Júnior Soares proferiu palavras pesadas não só para quem tem problemas psicológicos, mas para qualquer ser humano” relatou o comunicólogo Jocerlano Freitas.

O repórter “jornalista” ainda disse mais;

“Estava toda cortada de faca, a bixinha, mas não se matou… Era só para fazer a cena. Ferimentos leves. Leves? Porque não se cortou forte? Ferimentos leves? Era só a cena. O caba quando quer se cortar dá logo na veia jugular do pescoço. Quando a gente quer se cortar. Não queria se cortar, só fazer a palhaçada. Se quisesse, teria metido duas polegadas no pescoço, cairia dura no chão, aí sim eu diria que surtou. Ferimentos leves não houve surto e sim falta de vergonha na cara e peia no rabo dessa cachorra.”

Ainda extremamente revoltado o comunicador Jocerlano Freitas indaga:

“Há alguma providência a ser feita pela emissora, pelos cidadãos que ouviram tamanho absurdo? Ficará impune uma opinião tão desequilibrada?”

Algumas entidades  como o Conselho Regional de Psicologia, OAB Subseção Cajazeiras e a Defensoria Publica do estado publicaram NOTAS DE REPÚDIO a respeito do caso, veja;

     

WSCOM



Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário