Após dizer que recusaria ”vacina chinesa”, Sikêra Jr. recebe a primeira dose do imunizante – VEJA VÍDEO

 


O apresentador de TV Sikêra Júnior recebeu neste sábado (17/04) a primeira dose da vacina contra a COVID-19 em um posto drive thru de Manaus (AM). O imunizante aplicado em Sikêra foi a CoronaVac, alvo de reprovação do próprio apresentador em novembro de 2020, chegando ao ponto de dizer que recusaria a substância. Nas redes sociais, após ser vacinado, Sikêra disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não manda nele.

Em novembro de 2020, Sikêra, em seu programa, foi contra a vacina obrigatória e disse que recusaria a CoronaVac, fabricada pelo laboratório Sinovac, da China, em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O apresentador chegou a classificar o imunizante como “vacina chinesa”.

“Meu corpo, minhas regras. Queria que vocês (que criaram a campanha) se juntassem a mim. É uma campanha bacana que a gente quer fazer, dizendo: “Olha, tenho direito a não querer, a não ser vacinado”. Não tenho direito? O corpo não é meu? Meu corpo, minhas regras. Então quero convidar a todas as pessoas que fizeram essa campanha para ficar do meu lado ou pelo menos propagar isso. Não quero tomar essa vacina. Não sei de onde vem, quem fez. Aliás, a gente sabe de onde vem. Vem da China. Mas quem quiser tomar, pode tomar”, disse, na época.

Após ser vacinado neste sábado, a filha do apresentador publicou uma foto em sua rede social em que mostrava o cartão de vacina de Sikêra. No documento, constava que a dose aplicada foi da CoronaVac. Horas depois, o apresentador também utilizou sua conta no Instagram para falar que o presidente Jair Bolsonaro “não mandava” nele.

“Um recado pros esquerdistas, que são doidos: vocês têm que procurar um psiquiatra. Vocês não são normais. Não era melhor ter tomado cloroquina? Eu tomei cloroquina e azitromicina, tive COVID-19 e vou tomar a vacina. Vou tomar a segunda dose. E aconselho todo mundo a tomar. E o presidente vai gostar? O presidente pode mandar na sua mulher, quem manda em mim sou eu”, afirmou.

Sikêra Júnior tem 54 anos e já havia contraído o coronavírus em abril de 2020. Ele chegou a chorar durante seu programa “Alerta Nacional”, que é gerado pela “TV A Crítica”, afiliada da “Rede TV!” em Manaus, ao revelar que estava com COVID-19.


Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário