Cerca de 47 crianças com Covid-19 estão internadas em hospitais da Paraíba

 Pelo menos 47 crianças com Covid-19 estão internadas em hospitais da Paraíba, conforme levantamento divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta quinta-feira (11). Delas, 10 ocupam leitos de UTI e outras 37 estão em enfermarias (veja dados abaixo).

João Pessoa – Hospital Municipal Valentina

10 leitos de UTI, sendo 8 ocupados
30 leitos enfermaria, sendo 28 ocupados

Campina Grande – Hospital da Criança e do Adolescente

4 leitos de UTI, sendo 2 ocupados
29 leitos de enfermaria, sendo 8 ocupados

Patos – Hospital Noaldo Leite

6 leitos Enfermaria, sendo 1 ocupado

Com as internações, a taxa de ocupação de leitos UTI pediátrica no estado é de 62%, enquanto a de enfermaria é de 56,92%.

O secretário executivo de saúde do estado, Daniel Beltrammi, disse em entrevista ao JPB1, que a rede estadual de saúde apresenta crescimento na ocupação de leitos por crianças.

“Crianças fazem menos casos moderados ou graves do que adultos, isso é fato. Mas em um momento que a pandemia tá aquecida do jeito que tá, o número de casos de crianças que precisam de internações hospitalares, fatalmente também cresce”, explicou.

De acordo com o médico pediatra Leonardo Cabral, presidente da Sociedade Paraibana de Pediatria, o aumento de casos de infecção pelo novo coronavírus em crianças reflete um avanço global da pandemia no estado e não apenas de uma faixa etária.

“A gente não tá enfrentando uma nova cepa que acomete mais crianças. A gente tá vendo mais crianças acometidas, porque a gente tá tendo um maior número de casos diagnosticados”, justificou.

Conforme o secretário estadual, o acolhimento das crianças com sintomas ou diagnóstico confirmado para a doença é feito nos hospitais que são considerados portas de entrada para tratamento do novo coronavírus. Em João Pessoa, uma das unidades é o Hospital Municipal Valentina. Já em Campina Grande, o Hospital Municipal Pedro I.

“É fundamental manter as crianças protegidas também. Acima de dois anos de idade, as crianças podem e devem utilizar máscaras confortáveis, que não marquem ou machuquem o rosto”, orientou.

De acordo com o secretário, as crianças também não devem manter contato com outras que não morem na mesma casa.

Nas escolas, caso algum professor ou aluno tiver adoecido, a recomendação é de que os encontros sejam suspensos por pelo menos 14 dias, já que há risco pelo contato com o vírus.

Ainda segundo Daniel, o crescimento na ocupação dos leitos no estado é preocupante. Nesta quinta, pelo menos 30 pacientes aguardam por vagas em UTIs.

Fonte: Blog Felipe Silva



Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments :

Postar um comentário