Após investigações eleitorais, prefeita de Boa Ventura pode ser cassada

 


Duas audiências presididas pelo juiz eleitoral da 42ª Zona, Antônio Eugênio, foram realizadas nesta quarta-feira, 3, no fórum de Itaporanga, e serviram para instrução processual em um par de investigações eleitorais que apuram abusos do poder econômico e político nas eleições municipais de Boa Ventura.

Uma das rés nos dois processos é a prefeita Talita Lopes (Republicanos), que está no seu terceiro mês de mandato e é acusada de ser favorecida por um esquema de captação ilícita de votos, durante a campanha eleitoral do ano passado, supostamente liderado por sua tia e então prefeita Leonice Lopes, que também é investigada.

Nas duas audiências foram ouvidas seis pessoas, todas investigadas por supostamente receberem benefícios ou colaborações financeiras para apoiar a candidata situacionista. Nos autos processuais constam áudios e fotos que envolvem os investigados e que foram consoantes com os depoimentos prestados durante a oitiva nesta quarta-feira.

Depois das audiências e possíveis diligências e com os processos investigatórios completamente instruídos, o Ministério Público Eleitoral deverá emitir seu parecer a cerca dos fatos apurados e, finalmente, o juiz dará o seu veredicto Se condenada, a prefeita poderá perder o mandato e os direitos políticos.

Fonte: Vale News



Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments :

Postar um comentário