Ministros do STF votam por unanimidade para manter prisão do deputado Daniel Silveira, acusado de ofender membros da Corte do Supremo

 


Os ministros do Supremo Tribunal Federal aprovaram por unanimidade a manutenção da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL). O parlamentar é acusado de defender o AI-5, medida mais dura do período da ditadura militar e de atacar os membros da Corte do STF com ofensas e ameaças em publicações nas redes sociais, especialmente em uma sequência de publicações nessa terça-feira (16), dia em que foi detido em flagrante.

Foram 11 votos favoráveis para manter a prisão de Daniel Silveira. Nenhum voto a favor da liberação do deputado foi declarado, conforme apurou o ClickPB.

O relator ministro Alexandre de Moraes destacou, em seu voto, o perigo de violência verbal do deputado Daniel Silveira e também o de violência física. Ele argumentou o perigo de agressão física lembrando o episódio em que o parlamentar quebrou uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, no Rio de Janeiro.

Já o ministro Marco Aurélio de Melo disse que nunca imaginou presenciar um discurso tão agressivo e ácido como o de Daniel. "Jamais imaginei presenciar e vivenciar o que vivenciei. Jamais imaginei que uma fala pudesse ser tão ácida, agressiva e chula contra as instituições."

Click PB





Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário