Luciano Hang é condenado pelo TSE por coagir funcionários a votar em Bolsonaro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou em caráter definitivo o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, por “propaganda eleitoral irregular”, quando antes das eleições de 2018 ele teria coagido funcionários de sua rede de lojas a votar em Jair Bolsonaro.

A condenação foi em caráter definitivo, e foi publicada no último dia 13, conforme teve acesso o Portal ClickPB ao documento, extraído do Processo Judicial Eletrônico (PJE). O TSE publicou decisão que colocou termos finais ao processo 0601434-39.2018.6.00.0000, não cabendo mais recurso.

Na ação judicial, a defesa do empresário desistência em reformar a decisão judicial, que condena o empresário ao pagamento de uma multa de R$ 2.000, acrescida de juros e correções a contar da data em que as propagandas irregulares foram veiculadas.





Com Clickpb
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário