“Gays só existem porque grávidas fizeram sexo anal”, diz líder religioso

O bispo da Igreja Ortodoxa de Morphou, no Chipre, causou polêmica ao falar sobre o “surgimento dos gays” no mundo. Em uma conferência aberta ao público de todas as idades na cidade Akaki, Neophytos disse que a homossexualidade é passada aos fetos por meio do sexo anal feito pelas grávidas.

“Isso ocorre durante o sexo na gravidez. Um tipo de ato sexual anormal feito entre os pais. Para ser mais claro, sexo anal. O santo Porfírio diz que quando as mulheres gostam desse tipo de ato, um desejo nasce, e, depois, esse desejo passa para a criança”, disse o bispo. Os comentários nos vídeos detonaram e fizeram graça com o bispo. “Então, como as lésbicas foram criadas?”, questiona uma pessoa.


“O problema não é esse ignorante, mas sim as milhares de pessoas que acreditam nele”, disse outra pessoa. “Então, se uma mulher fizer sexo oral, o filho vai se tornar dentista?”, brincou outro comentarista. Vale lembrar que não há estudos científicos que provem tal teoria do bispo. O santo Porfírio, que foi recentemente declarado santidade, defendia que os gays deveriam ser solteiros e rezar para que essa “condição” fosse afastada de suas vidas.



Paraiba urgente
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário