SUCESSÃO MUNICIPAL EM BANANEIRAS: o São João acabou, mas a fogueira de 2020 já está em chamas

Como é de costume nas cidades interioranas da Paraíba, em Bananeiras as festas juninas têm um ingrediente a mais além do forró: as discussões políticas. A população observa atenta a movimentação das lideranças locais, as conversas entre os atores políticos e os sinais que eles emitem nos arraiás do Poder. Por lá, a fogueira da política já está acesa à espera das próximas eleições.

O pleito de 2020 deve ser tão acirrado quanto o de 2016, quando o prefeito Douglas venceu o ex-vice prefeito Matheus Bezerra com apenas 367 votos de diferença. Eles devem se enfrentar mais uma vez no próximo ano, mas não diretamente, já que Douglas, na condição de prefeito reeleito, não pode mais ser candidato.

O candidato da situação ainda não foi definido, mas algumas lideranças são aventadas na imprensa local como “o nome” do atual gestor, a exemplo do vice-prefeito Guga Aragão, sobrinho da ex-prefeita Marta e do ex-deputado estadual Ramalho Leite. Mas, além do vice-prefeito, outros nomes do grupo de situação são lembrados para a disputa, a exemplo dos vereadores Ramon Moreira (DEM) e Kilson Dantas (PSB), atual presidente da Câmara Municipal da cidade. Eles são citados na imprensa local como “o preferidos”, entre os vereadores, para encarar uma possível disputa ao Executivo na cidade. O nome do grupo ainda poderá receber o apoio do ex-prefeito de Solânea, Beto Brasil, que também tem atuação política na cidade.

Por outro lado, o nome da ex-prefeita Marta Ramalho também tem sido lembrado. Marta concentra uma liderança sólida e pode ter o apoio do ex-deputado estadual e marido, Ramalho Leite, figura bastante respeitada em Bananeiras. Comenta-se que ela poderia vir a ser candidata ou apoiar uma candidatura do atual do vice-prefeito, mas até o presente momento tudo está no campo das especulações. A família pode vir a receber ainda o apoio do deputado licenciado Hervázio Bezerra, que também tem base eleitoral na cidade.

Em contato com a reportagem do Polêmica Paraíba, o prefeito Douglas ressaltou que o nome do grupo virá de uma decisão baseada na vontade popular. “Nosso grupo político não é um agrupamento familiar e se notabiliza por uma composição heterogênea, com várias pessoas capazes que tem colaborado e oferecem condições de contribuir ainda mais com o município”, ressaltou. Ele também fez uma avaliação positiva do tempo à frente da prefeitura da cidade e destacou avanços, especialmente no setor do turismo. “Bananeiras registrou o maior volume de recursos atraídos em benefício coletivo de toda a história, mais de 40 milhões de reais em investimentos diversos em obras, equipamentos, veículos e serviços”, observou.

O candidato da situação ainda não foi definido, mas algumas lideranças são aventadas na imprensa local como “o nome” do atual gestor, a exemplo do vice-prefeito Guga Aragão, sobrinho da ex-prefeita Marta e do ex-deputado estadual Ramalho Leite. Mas, além do vice-prefeito, outros nomes do grupo de situação são lembrados para a disputa, a exemplo dos vereadores Ramon Moreira (DEM) e Kilson Dantas (PSB), atual presidente da Câmara Municipal da cidade. Eles são citados na imprensa local como “o preferidos”, entre os vereadores, para encarar uma possível disputa ao Executivo na cidade. O nome do grupo ainda poderá receber o apoio do ex-prefeito de Solânea, Beto Brasil, que também tem atuação política na cidade.

Por outro lado, o nome da ex-prefeita Marta Ramalho também tem sido lembrado. Marta concentra uma liderança sólida e pode ter o apoio do ex-deputado estadual e marido, Ramalho Leite, figura bastante respeitada em Bananeiras. Comenta-se que ela poderia vir a ser candidata ou apoiar uma candidatura do atual do vice-prefeito, mas até o presente momento tudo está no campo das especulações. A família pode vir a receber ainda o apoio do deputado licenciado Hervázio Bezerra, que também tem base eleitoral na cidade.

Em contato com a reportagem do Polêmica Paraíba, o prefeito Douglas ressaltou que o nome do grupo virá de uma decisão baseada na vontade popular. “Nosso grupo político não é um agrupamento familiar e se notabiliza por uma composição heterogênea, com várias pessoas capazes que tem colaborado e oferecem condições de contribuir ainda mais com o município”, ressaltou. Ele também fez uma avaliação positiva do tempo à frente da prefeitura da cidade e destacou avanços, especialmente no setor do turismo. “Bananeiras registrou o maior volume de recursos atraídos em benefício coletivo de toda a história, mais de 40 milhões de reais em investimentos diversos em obras, equipamentos, veículos e serviços”, observou.

Faltando um ano para a disputa, o cenário ainda não está definido, mas certamente são essas figuras que devem protagonizar a disputa do próximo ano em Bananeiras, independentemente de virem a ser candidatos ou não. O jornalista Eraldo Luís, da rádio integração Bananeiras, fez um resumo da disputa política local para corroborar com a reportagem do Polêmica Paraíba. Ouça a seguir:




Polemica Paraiba


Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments :

Postar um comentário